Data da ultima atualiza�ao
10/12/2018



Leitura

Sugesto de leitura


A Comissão de Circulação Pulmonar da SPPT apresentará mensalmente uma sugestão de leitura de um artigo de relevância da área feito por um especialista. Convidamos o Dr. Rudolf K. F. Oliveira, Professor Visitante & Médico Responsável pela Avaliação Hemodinâmica de Repouso e de Exercício. Setores de Doenças da Circulação Pulmonar, Função Pulmonar e Fisiologia Clínica do Exercício. Disciplina de Pneumologia, Departamento de Medicina. Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. .

Jaquelina Sonoe Ota-Arakaki
Coordenadora da SubComissão de Circulação Pulmonar
 
ARTIGO COMENTADO

Weatherald J, Boucly A, Chemla D, Savale L, Peng M et al. Prognostic Value of Follow-up Hemodynamic Variables After Initial Management in Pulmonary Arterial Hypertension. Circulation 2018;137(7):693-704.
Doi: 10.1161/CIRCULATIONAHA.117.029254


 A estratificação de risco na hipertensão arterial pulmonar (HAP) deve ser realizada de forma multidimensional, ou seja, incluindo diferentes ferramentas de avaliação clínica, funcional, e de métodos diagnósticos complementares. Tal recomendação é válida tanto para a estratificação de risco no momento do diagnóstico, quanto para aquela realizada no seguimento da doença para avaliação da resposta terapêutica. Dentre as ferramentas recomendados para estratificação de risco na HAP, o cateterismo cardíaco direito se destaca por fornecer dados objetivos da reserva vascular pulmonar e da função ventricular direita. Entretanto, trata-se de método invasivo e que em muitos centros, não é de fácil acesso para avaliação seriada.

No presente estudo, Weatherald e colaboradores, avaliaram retrospectivamente 981 pacientes oriundos do Registro Frances de HAP entre 2006-2016 (763 dos quais realizaram ao menos dois cateterismos cardíacos direitos). O objetivo primário foi avaliar o valor prognóstico dos dados hemodinâmicos obtidos no cateterismo cardíaco direito realizado durante seguimento clínico. Os autores identificaram que a pressão de átrio direito e o volume sistólico indexado (mas não o índice cardíaco) obtidos na reavaliação foram preditores hemodinâmicos independentes de desfechos negativos na HAP, com melhor performance prognóstica para o volume sistólico indexado do ventrículo direito. Os dados apresentados, reforçam o papel central do cateterismo cardíaco direto  também no seguimento dos pacientes com HAP e sugerem que o volume sistólico indexado seja considerado como alvo terapêutico adicional dentro do contexto da estratificação de risco multidimensional da HAP. Adicionalmente, este achado reforça o papel determinante da função ventricular direita na evolução da doença. Estudos futuros devem elucidar se o valor prognóstico do cateterismo cardíaco direito de reavaliação se sustenta de maneira independente frente a dados de função e volume do ventrículo direito obtidos por ressonância magnética cardíaca e frente a dados de performance de exercício máximo como índice indireto de função ventricular direita, ambos testes não invasivos e com potencial fisiopatológico para avaliação prognóstica (do ventrículo direito) na HAP.

Professor Dr. Rudolf K. F. Oliveira
Professor Visitante, Disciplina de Pneumologia, Unifesp/EPM
 
Divulgação exclusiva da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia – SPPT

Dra. Eloara Campos - Diretora de Divulgação da SPPT
 





aaa aaa


Apoio


Novartis

 

Rua Machado Bittencourt, 205 8 andar, cj.83 - Vila Clementino - 04044-000 - São Paulo - SP Tel: 0800-171618 - sppt@sppt.org.br