Data da ultima atualiza�ao
10/12/2018



Leitura

Serie 1: Mtodos diagnsticos em Pneumologia - Broncoscopia



Definição

A broncoscopia, ou endoscopia respiratória, é um método endoscópico no qual um aparelho com uma câmera na extremidade é inserido nas vias aéreas para fins diagnósticos e terapêuticos. O exame é utilizado para avaliação das vias aéreas, coleta de secreção e biópsia pulmonar. A passagem do aparelho pode ser pelo nariz, boca ou traqueostomia. Medicações  sedativas são utilizadas para conforto do paciente durante o procedimento.


As principais indicações são:

  • Infecções pulmonares: Quando há suspeita de infecção pulmonar, como por ex. a tuberculose, a broncoscopia é utilizada para coletar amostras de regiões pulmonares específicas. O material coletado é usado para identificação do tipo de infecção e auxiliar no tratamento;

  • Anormalidades na radiografia ou tomografia do tórax. Quando há anormalidade no exame de imagem, a suspeita sobre infecção, tumores ou processo inflamatório a broncoscopia é utilizada para investigação;

  • Atelectasia. A atelectasia ocorre quando a via aérea é bloqueada no pulmão ou parte dele, evitando o fluxo de ar. As causas são relacionadas a acúmulo de secreção, material de origem externa ou tumores. A endoscopia respiratória, além do diagnóstico, pode remover a causa e abrir a via aérea.

  • Sangramentos: quando a tosse contém sangue, a broncoscopia pode identificar o local e a causa do sangramento e até mesmo tratá-lo; 

  • Transplante pulmonar: Pessoas que foram transplantadas realizam o exame para verificar a presença de infecção ou rejeição.

Recomendações

As recomendações para realizar o exame, após receber o pedido médico, são:
1. Comparecer acompanhado no dia do exame uma vez que receberá sedação.
2. Permanecer em jejum por 8 horas antes do exame.
3. O uso de medicações contínuas deve ser avaliado pelo médico solicitante. Fármacos como anticoagulantes (por ex., heparinas, cumarínicos ou os novos anticoagulantes orais) contraindicam a realização do procedimento e devem ser avaliados previamente.
4. Sempre relatar todas as medicações em uso.

Principais contra-indicações

1. Jejum menor de 8 horas
2. Paciente desacompanhado
3. Uso de anticoagulantes
4. Hipoxemia (queda de oxigenação) importante
5. Doenças graves como infarto agudo do miocárdio nos últimos 30 dias;

Riscos do exame:

1. Redução da oxigenação: Os níveis de oxigênio são monitorizados durante todo e exame. A suplementação de oxigênio é iniciada com o exame e, em caso de redução  importante, o exame é interrompido;
2. Desconforto e tosse: Ao iniciar o exame, a passagem do aparelho no nariz e vias aéreas pode gerar desconforto. As medicações administradas antes do início do exame são sedativas e analgésicas para evitar esses sintomas;
3. Hemorragia: pode ocorrer após biópsia pulmonar. Na maioria das vezes cessa sem necessidade de tratamento específico. Raramente há uma complicação grave;
4. Pneumotórax: ocorre principalmente após coleta de biópsia pulmonar. Ocorre um vazamento de ar do pulmão para a caixa torácica reduzindo a expansibilidade pulmonar. A complicação é rara e, se a fuga aérea é maior, necessita de tratamento com drenagem torácica;

Após o exame:

1. O tempo de despertar pós-sedação é variável. Durante esse período, ocorre a monitorização de oxigenação.
2. Pessoas que realizaram o exame e não estão internadas devem recuperar-se da sedação e precisam de acompanhantes.
3. Os principais sintomas pós-exame são: tosse com secreção clara ou coágulos. Se ocorrer dor torácica, falta de ar ou sangramentos, o médico deverá ser avisado.
4. Os resultados das amostras coletadas demoram de um a sete dias. Em caso de exames mais específicos, o tempo pode ser maior.

Diego Henrique Ramos
Presidente do Departamento de Endoscopia Respiratória da SPPT. Médico especialista em endoscopia respiratória pela Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia. Pneumologista rede D`Or - São Luiz.



Referências:


1. https://www.thoracic.org/patients/patient-resources/resources/flexible-bronchoscopy.pdf

2. ERNST, Armin. Introduction to bronchoscopy. 1 edição. 2009

3.https://thorax.bmj.com/content/thoraxjnl/66/Suppl_3/iii1.full.pdf

4. Chest. 2011 Nov;140(5):1342-1350. doi: 10.1378/chest.10-3361


Acompanhem pelo site: www.sppt.org.br, newsletter ou na página do Facebook da SPPT: https://www.facebook.com/SocSPPT/.

Divulgação exclusiva da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia – SPPT

Dra. Eloara Campos - Diretora de Divulgação da SPPT
 





aaa aaa


Apoio


Novartis

 

Rua Machado Bittencourt, 205 8 andar, cj.83 - Vila Clementino - 04044-000 - São Paulo - SP Tel: 0800-171618 - sppt@sppt.org.br