Assembléia Geral do Movimento Médico do ABC realizada em 10/10/2011

Pelo fato de os convênios do ABC não terem atendido às reivindicações da Comissão Estadual de Mobilização Médica para a Saúde Suplementar, que estipula o valor mínimo da consulta de R$ 50,00 para o mês de outubro, R$ 60,00 para o mês de dezembro e R$ 80,00 até meados de 2012, a Assembleia Geral do Movimento Médico do ABC, realizada no dia 10/10/2011, definiu as seguintes ações:

1. Incluir os convênios do ABC VOLKSWAGEN , IMASF, PREVSAÚDE, ÔMEGA, UNIHOSP, MULTICARE e CAIXA DE PENSÕES na paralisação escalonada determinada pela Comissão Estadual de Mobilização Médica para a Saúde Suplementar , conforme abaixo:
· 13 e 14 de outubro: Acupuntura
· 19 e 20 de outubro: Endocrinologia e Metabologia
· 25 e 26 de outubro: Cirurgia de Cabeça e Pescoço

2. Será eleito 1 (um) dia em novembro de 2011 para a paralisação de todas as especialidades para todos os convênios do ABC que não atenderem aos pleitos da classe médica.


3. O Movimento Médico do ABC também aguardará as definições da Comissão Estadual de Mobilização Médica para a Saúde Suplementar em São Paulo, para estruturação de novas estratégias.

A pauta do movimento médico estabelece: consulta a R$ 80,00, procedimentos atualizados de acordo com a Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM), inserção do índice de reajuste anual nos contratos entre médicos e empresas e fim das interferências sobre a autonomia do médico.

Fechar Menu